Management, Entrepreneurship, IT and other ramblings
on stumbling and thriving in the high-tech world

Risco, recompensa e agilidade

| No Comments | No TrackBacks

United-States-Flag-16 v2.png  See this entry in english

Num post recente, Seth Godin aconselha a dar o salto de pequeno risco que resulta numa recompensa razoável. Gostei do modelo e do gráfico. Aliás, acho que o gráfico é uma excelente maneira de entender porque é que as empresas que usam metodologias ágeis têm sido capazes de colher benefícios mais altos com menor risco.

O risco está em proporção directa com o investimento + falta de visão. Uma aproximação ágil decompõe a iniciativa estratégica em pequenas iniciativas incrementais. Cada uma destas iniciativas requer menor investimento, o que resulta em mais visão, diminuindo o risco do próximo incremento.

 

Risco, recompensa e agilidade 2.pngPode-se aplicar este modelo a quase tudo o que se faz dentro da organização. Eis alguns exemplos:

1. Quer contratar um executivo de topo para gerir uma área essencial da sua empresa? Na última contratação que fiz trouxe o candidato, de avião, para passar uma semana inteira na sede da empresa. Alterei a agenda de todos os outros executivos para que passassem tempo de qualidade com este indivíduo. Simulei quase todas as situações com que ele se iria deparar (excepto a gestão da equipa propriamente dita). Foi caro? Sim, mas muito menos do que fazer uma má contratação, às cegas, e ter que recomeçar o processo passados 9 meses. O risco da contratação em si diminuiu.

2. Quer-se expandir para um novo mercado geográfico? Se o tivesse feito nos tempos da "bolha" bastava-lhe ter arranjado 20 milhões de euros, vendedores de topo e começar a vender. Um risco muito alto mas uma alta recompensa (se tivesse sorte). O modelo Ágil exige, contudo, que envie primeiro um par de executivos de topo para que "apalpem" o novo mercado, comecem a vender e percebam o que fazer a seguir. Então sim, contratar 2 ou 3 executivos de vendas e fazer com que atinjam a sua quota e avancem para o nível seguinte.

A única condicionante aqui é o tempo. Se faz as coisas incrementalmente, levará provavelmente mais tempo do que assumindo o risco mais alto, o mergulho Big Bang. Para mim, no entanto, esta condicionante funciona: não quero "rebentar". Talvez ela esteja a funcionar para si também.

Leave a comment